quarta-feira, 2 de junho de 2010

A voz do coração...


Há alturas
em que o meu coração fala tão alto,
grita cá dentro com tanta força
com tanta intensidade,
como um coro de crianças barulhentas
bem orquestradas,
e com toda a força de mil trovões
em dia de tempestade...

Quer agir por si só
sem sequer pedir,
tomar decisões sem pensar
como só ele sabe fazer...

Mexe e remexe em tudo
e consegue encontrar coisas
que até eu pensei não existirem mais...

Juro que ás vezes queria encarcera-lo,
metê-lo de castigo,
proibi-lo de opinar...

Mas no fundo,
sei que é ele que me faz viver,
viver verdadeiramente...

(Ladybutterfly)

3 comentários:

luis fernando disse...

bom dia lady vcé uma bela escritora ou posso dizer uma poeta, belos textos um beijão luis

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Lady! Eu particularmente, acho que o coração tem todo direito de opinar e comandar todas e quaisquer ações. Afinal de contas, vivemos única e exclusivamente em função dele.

Belo poema minha amiga.

Beijos e fique com DEUS.

Furtado.

LadyButerfly disse...

Oh!!! Muito obg pelas tuas palavras Luis. Embora não me considere uma escrito, apenas uma amadora que adora escrever... Resemildo amigo mais uma vez obg pelas palavras. Beijão