quinta-feira, 1 de julho de 2010

Só eu sei...


A água corria,
podia-se contar cada gota que caía sobre mim,
e quanto me doía
como se de pedras se tratassem...

Sentia-me perder as forças,
mas ao mesmo tempo a purificar
conforme a água passava por mim...

Queria esquecer,
queria que junto com ela
fosse toda a dor,
toda a mágoa ,
toda a raiva e medo
que se apoderava do meu corpo e mente...

As pernas tremiam
e o meu coração,
esse,
estava dilacerado
como um qualquer espelho que cai ao chão...

Queria permanecer nesse deleite para sempre
sentir-me limpa,
e ao mesmo tempo sair dele para tudo
com ele ir...

Só eu sei o que senti,
o que sinto,
o que nunca esquecerei,
todos podem tentar imaginar,
mas só eu sei...

(Ladybutterfly)

3 comentários:

Anónimo disse...

Como sempre simples e muito belo...

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! Passando para te desejar um ótimo final de semana e apreciar mais uma das tuas belas criações. Lindo poeme. Adorei!

Beijos,

Furtado.

LadyButerfly disse...

Mt obrigada amigo Furtado... Beijão...
Sr. anónimo obrigado também pelo elogio...